Uso de recursos tecnológicos nos Telecentros: construindo práticas de formação continuada

  • Ieda Lucia Santana Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas
  • Iandra Maria Coelho Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas
Palavras-chave: Telecentro. Recursos tecnológicos. Práticas formativas.

Resumo

Este artigo é resultado parcial de uma pesquisa que está sendo desenvolvida no Mestrado Profissional em Ensino Tecnológico, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas. Nessa proposta, apresentamos uma investigação, de natureza exploratória, que tem como objetivo identificar os recursos tecnológicos utilizados nos Telecentros de Manaus e as dificuldades encontradas, visando contribuir para a mediação de práticas formativas dos servidores responsáveis por coordenar estes espaços.  Numa perspectiva metodológica, contempla procedimentos de análise documental e a realização de um questionário que contou com a participação de 69 coordenadores. Os resultados identificam entre os recursos mais utilizados, o software Movie Maker, as pesquisas na internet e ferramentas do BrOffice, para a realização de projetos, oficinas e atividades socioeducativas. Entre as dificuldades destacam-se problemas com a infraestrutura e a resistência dos docentes quanto ao uso das ferramentas tecnológicas para o acesso à informação e conhecimentos complementares às atividades escolares.

Referências

BRASIL. Oficina Telecentros Comunitários: uma nova utopia de escola. Casa Brasil, 2010. Disponível em: <http://www.cbpf.br/~eduhq/html/publicacoes/manuais/OficinaTelecentrosComunitarios_ManualParticipante.pdf>. Acesso em: 05 out. 2016.

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Gerência de Tecnologia Educacional: Relatório Anual 2014. Manaus, 2014.

______. Gerência de Tecnologia Educacional: Relatório Anual 2015. Manaus, 2015.

______. Gerência de Tecnologia Educacional: Relatório Anual 2016. Manaus, 2016.

DEMO, P. Formação permanente e tecnologias educacionais. 2 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

FERRARI, A. Digital Competence in Practice: An Analysis of Frameworks. Disponível em:<http://ftp.jrc.es/EURdoc/JRC68116.pdf>. Acesso em: 27 ago. 2016.

GHEDIN, E. Tendências e dimensões da formação do professor na contemporaneidade. In: CONGRESSO NORTE PARANAENSE DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR, 4., 2009, Londrina. Anais... Londrina, EDUEL, 2009, p. 1 – 28.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

MANAUS. Portaria no 0894/2014-SEMED. Delimita atribuições e estabelece critérios e procedimentos na implantação dos Telecentros no âmbito das Escolas Municipais. Disponível em: <http://www.jusbrasil.com.br/diarios/84880774/dom-manaus-caderno1-12-12-2014-pg-8/pdfView. Acesso em: 15 dez. 2016.

NÓVOA, A. Para uma formação de professores construída dentro da profissão. Revista educacional, 2009. Disponível em: <http://www.revistaeducacion.educacion.es/re350/re350_09por.pdf>. Acesso em: 07 set. 2016.

PROENZA, F. J.; BASTIDAS-BUCH, R.; MONTERO, G. Telecentros para el desarrollo socioeconómico y rural en América Latina y el Caribe. Oportunidades de inversión y recomendaciones de diseño con especial referencia a CentroAmérica. Washington, D.C., 2001. Disponível em: <http://www.itu.int/ITU-D/ict/mexico04/doc/doc/10_Telecenters_s.pdf>. Acesso em: 05 jan. 2017.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 2006.

Publicado
2018-06-01
Como Citar
Santana, I., & Coelho, I. (2018). Uso de recursos tecnológicos nos Telecentros: construindo práticas de formação continuada. Revista De Estudos E Pesquisas Sobre Ensino Tecnológico (EDUCITEC), 4(07). https://doi.org/10.31417/educitec.v4i07.225