Reflexões sobre a mudança de paradigmas no ensino tecnológico

  • Erlande D Ávila D Ávila Nascimento Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre - IFAC
  • Ana Claúdia Ribeiro de Souza Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM
  • Silmar Antonio Buchner de Oliveira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia - IFRO
Palavras-chave: Educação. Tecnologia. Paradigmas. Revoluções científicas. Ensino tecnológico.

Resumo

Este artigo discute a relação entre as mudanças de paradigmas no ensino tecnológico. Apresentamos a pesquisa bibliográfica, com uma breve revisão e análise da obra de Thomas Khun ‘A estrutura das revoluções cientificas’ à luz de ideias como: as revoluções como mudanças de concepção de mundo, trazendo um debate importante sobre a prática científica. Discutimos sobre Tecnologia na educação: São mudanças necessárias? E o Ensino tecnológico, uma revolução científica possível? A discussão aponta para compreensão de que a mudança de paradigmas na educação, leva-nos a ver o mundo de maneira diferente, e na medida em que compreendemos o que vemos e fazemos, poderemos dizer que, após uma revolução científica, reagiremos diferente sobre percepção de mundo e o conceito de ensino tecnológico. A discussão é ampla e necessária ser debatida, tendo em vista a falta e insuficiência de ações inovadoras que aumentem o debate sobre mudanças de paradigmas na educação e as consequências para o ensino tecnológico.

Biografia do Autor

Erlande D Ávila D Ávila Nascimento, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre - IFAC
Erlande D avila do Nascimento Mestrando em Ensino Tecnológico pelo Instituto Federal do Amazonas - IFAM, concluiu especialização em Planejamento e Gestão Escolar na Educação Básica em 2009. Licenciado em Ciências 1° grau e Habilitação em Física em licenciatura plena pela Universidade Federal do Acre. Atualmente é Professor do Ensino Básico Técnico e Tecnológico (EBTT) do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Acre - IFAC, campus Rio Branco. Desde 2002 é professor de Física, onde atua na área de Energia, Meio ambiente e Educação. Ministra disciplinas como: Física I,II e III, Física Aplicada, Eletricidade Básica
Ana Claúdia Ribeiro de Souza, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM
Ana Claúdia Ribeiro de Souza é Doutora em História pela PUC-SP e docente do IFAM Campus Manaus Centro
Silmar Antonio Buchner de Oliveira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia - IFRO
Mestrando no Curso Mestrado Profissional em Ensino Tecnológico. Possui graduação em Sistemas de Informação - Faculdades Associadas de Ariquemes (2004), Pós graduação latu-sensu em Desenvolvimento para Web(2005). Atualmente é Professor EBTT do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia - IFRO, foi Técnico Administrativo em Educação TAE - Sistemas de Informação do IFAC - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre - IFAC. Foi professor universitário - Uninorte/AC, onde lecionou por 04 anos. Atuou como Professor Pesquisador Conteudista do Ambiente Virtual de Aprendizado AVAIFAC. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Redes de Computadores e Sistemas de Informação. Possui conhecimento em Linux, Windows, Redes, Infraestrutura, Gestão da Informação, Processos aquisitivos de TI. Foi diretor de tecnologia da informação e comunicação, da Secretaria de Planejamento do Governo do Estado do Acre, onde atuou por um ano e meio.  

Referências

BAZZO, Walter Antônio. Ciência, Tecnologia e Sociedade e o Contexto da Educação Tecnológica. Florianópolis: EDUFSC, 2015.

FONTANA, Roseli; CRUZ, Maria de Nazaré da. Psicologia do Trabalho Pedagógico. São Paulo: Atual, 1997.

GRINSPUN, Mirian Paura Sabrosa Zippin. Os novos paradigmas em educação: os caminhos viáveis para uma análise. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 75, n. 179-80-81, 2007.

IMBERNÓN, Francisco. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 6 ed. São Paulo: Cortez, 2006.

KUHN, Thomas Samuel. A estrutura das revoluções científicas. 5. ed. São Paulo: Perspectiva, 1997.

PENÃ. Maria de Los Dolores Jimenez, ALVES. Márcio Rodrigues, PEPPE. Maria Aparecida: Educação, tecnologia e humanização. Cadernos de Pós-graduação em Educação, Arte e História da Cultura. Mackenzie, São Paulo, v. 3, p. 9-19, 2003. Disponível em: <http://www.mackenzie.br/fileadmin/Pos_Graduacao/Mestrado/Educacao_Arte_e_Historia_da_Cultura/Publicacoes/Volume3/Educacao__tecnologia_e_humanizacao.pdf> Acesso em: 08 abr. 2016.

PINTO, Álvaro Vieira. O conceito de tecnologia. Volume 1. Rio de Janeiro: Contraponto, 2005.

SANTOS, Santa Marli Pires dos (Org.) Brinquedoteca: o lúdico em diferentes contextos. Petrópolis: Vozes, 1997.

Publicado
2018-06-01
Como Citar
Nascimento, E. D. Ávila, Souza, A. C., & de Oliveira, S. A. (2018). Reflexões sobre a mudança de paradigmas no ensino tecnológico. Revista De Estudos E Pesquisas Sobre Ensino Tecnológico (EDUCITEC), 4(07). https://doi.org/10.31417/educitec.v4i07.183